Publicidade

Publicidade

quinta-feira, 2 de janeiro de 2014

Trecho da BR 324 que liga Capim Grosso à Jacobina está entre as piores da Bahia

02/01/2014

Mais de 30% das rodovias baianas são consideradas ruins ou péssimas, de acordo com avaliação da Confederação Nacional do Transporte (CNT). Desde o ano de 2012, o trecho que liga Capim Grosso à Jacobina recebe péssima avaliação pelos órgãos que fazem o levantamento das condições das rodovias brasileiras.

O trecho da BR-324 que faz a ligação de Capim Grosso com a cidade de Jacobina, vem sendo motivo de muitas reclamações por parte dos motoristas que utilizam a via. Operações tapa buracos vem sendo feitas nos pontos mais críticos, o que alivia o problema apenas momentaneamente, em muitos caso no dia seguinte está lá novamente o mesmo buraco, agora maior e disfarçado.
Motoristas cansados de danos em seus veículos, fazem zig -zag na pista e muitas vezes utilizam até o acostamento para transitar, quando há acostamento, mesmo sendo perigoso e ilegal a manobra. Há alguns dias começaram utilizar estradas vicinais para escapar dos buracos na rodovia.

O deficiência na BR é de longa data e a cada dia piora, motoristas reclamam que o IPVA entre outros impostos tem reajustes todo ano, já as estradas tem apenas promessas, disse um condutor indignado com a situação da pista, “passo aqui todos os dias, há várias pessoas que vai e volta para jacobina e tem que passar por esses transtornos”.

Entre as justificativas apresentadas pelas autoridades, para tanto descaso, está a burocracia e um processo de federalização do trecho. O Ministério dos Transportes informou que já foi publicada a Portaria 162 no Diário Oficial da União, no dia 10 de outubro. A Portaria foi assinada pelo Ministro César Borges e aprova a incorporação das rodovias estaduais da BA -386 e BA-324.

Mas até o momento nenhuma sinalização de que a BR-324 que liga Capim Grosso a Jacobina que a muito tempo precisa de um asfalto novo, principalmente até o distrito do Paraíso tem algo de concreto, que a mesma seja recuperada de imediato.
 
Folha Regional

Nenhum comentário:

Postar um comentário